sábado, 25 de junho de 2011

Denúncia: Crime ambiental na região do Rio Acima!



Sistematicamente venho reivindicando melhorias para o Rio Acima, Sítio Companheiros e região, que há tempos é assolada pelos altos valores do IPTU municipal sem haver contra-partida nenhuma da administração pública, uma vez que, em grande parte da região, não há asfalto , não há esgoto, não há escola e posto de saúde a uma distância plausível, não há linhas de ônibus regulares, há constantes faltas de energia (recentemente estabelecimentos comerciais da região, além de munícipes, chegaram a ficar 48 hs. sem energia, perdendo produtos e não havendo nenhum ressarcimento por parte de ninguém), sem água, sem rondas policiais etc.

O total abandono da região pela administração pública gerou uma conseqüência alarmante, flagrada hoje por esse que aqui lhes escreve e sua família. Com muito orgulho, apesar do completo abandono estatal, sou morador da região há alguns anos, e hoje vimos um enorme caminhão despejando toneladas de entulho na Av. José Manuel da Silva (ainda não asfaltada, apesar do pagamento de IPTU!), que é continuação da Av. Geraldo Azzoni. Esse desrespeito, por si só já é alarmante, mas para agravar ainda mais a situação, no exato local que o lixo da construção civil era despejado (verifique pela foto), formando uma montanha de entulho, passa o Rio Capivari. A região é muito próxima de sua nascente, rio esse que é um dos afluentes do Rio Tietê. Qualquer chuva fará com que desça para o rio toneladas de lixo. Fizemos a denúncia para o 193, que iria averiguar, mas, ao retornarmos agora a pouco para o local, verificamos ainda as montanhas de entulhos intactas...

É simplesmente deprimente... Não sei exatamente quem foi o responsável por tal ato criminoso contra o meio ambiente, após tirar a foto sofremos ameaças do motorista, não conseguindo, portanto, verificar o número da placa do caminhão. Não havia também propaganda de nenhuma empresa e nem da prefeitura... Mas fica aqui o aviso: A prefeitura não pode deixar ao léu uma região inteira, principalmente um local que beira um manancial. Estamos cansados desse total desrespeito, tanto do órgão público quanto de empresas, ou pessoas que simplesmente desrespeitam por completo o meio-ambiente por puro benefício próprio.

Exigimos a imediata retirada do entulho largado na região que ameaça de maneira muito séria o Rio Capivari e o equilíbrio ambiental de toda a região! Chega de desrespeito! Queremos uma atitude urgente!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Região da antiga Duratex pode virar indústria ou condomínio

Em junho de 2010 foi aprovada a revisão geral no Plano Diretor de Jundiaí, onde a área situada entre a antiga Duratex, seguindo pela Av. Antônio Frederico Ozanan, até a divisa com Várzea Paulista, foi classificada como ZS-2 (uso institucional). Era uma forma de garantir que tanto indústrias como condomínios de prédios não fossem instalados num local onde o trânsito já é muito complicado. Também tem a finalidade de garantir nessa área a construção de hospital, universidade ou a instalação de algum órgão público.

Agora, o prefeito Miguel Haddad enviou o projeto de lei nº 10.840 para a Câmara Municipal, voltando a área da antiga indústria Duratex como ZI (Zona Industrial). O prefeito, sem muitas explicações, diz no projeto que precisa fazer essas revisões, pois “padecem de equívocos técnicos”. Ocorre que a antiga Duratex, desativada há anos, foi instalada neste local quando a cidade ainda não tinha o tamanho e os problemas viários que hoje apresenta. Ela tinha esse direito. Na medida em que deixou de atuar no seu segmento, é justo e natural o retorno da área para outras finalidades de benefício para toda a população, sem impactar ainda mais o trânsito.

Isto porque está exatamente no meio de cruzamentos viários que não comportariam grandes atividades industriais ou imobiliárias, pois, pode piorar a qualidade de vida na região. Indústrias e grandes prédios de apartamentos já têm locais mais apropriados na cidade para serem construídos. Por este motivo queremos manter a descrição da área como zona institucional e sem outros descritivos técnicos que permitam a instalação de outras atividades.

AUDIÊNCIA PÚBLICA:
Dia 08 de julho, às 19:00 horas, na Câmara Municipal. Venha expor sua opinião!

Fórum debate inclusão nos mercados público e privado

Com o objetivo de discutir a inclusão da pessoa com deficiência no mundo do trabalho será realizado um fórum no próximo sábado, 11 de junho, a partir das 9 horas, na Associação dos Aposentados e Pensionistas de Jundiaí e Região. O evento é uma parceria entre a Pastoral da Pessoa com Deficiência e o vereador Durval Orlato (PT), autor de projeto de lei complementar que regula a cota de vagas a pessoas com deficiência nos concursos públicos. Além da palestra do parlamentar, também falarão ao público presente o mestre em psicologia, Marco Antonio dos Santos, e o gerente regional do Trabalho e Emprego em Jundiaí, Carlos Alberto de Oliveira. A entrada é aberta ao público, sem a necessidade de prévia inscrição. O local conta com fácil acessibilidade a cadeirantes e as palestras serão interpretadas em Libras (linguagem de sinais).

Data: 11 de junho de 20011 (sábado)

Local: Associação dos Aposentados e Pensionista de Jundiaí e Região – Rua XV de Novembro, 1336 – Jundiaí – SP.

Horário: 9 às 11h30

Mais informações: 4523-4505 ou 7217-9913