sábado, 3 de novembro de 2012

Breve cenário das eleições de 2012 no Brasil

Os números:
O PT foi o partido que mais cresceu nas eleições municipais deste ano, em todo Brasil, quando considerados o cruzamento de dois fatores: PIB e População.
Mesmo na região Sudeste (onde os estados de MG e SP são administrados por governadores tucanos) o PSDB caiu e o PT cresceu em relação ao resultado das eleições municipais de 2008. O Partido dos Trabalhadores elegeu 68 prefeitos, 55 vices e 675 vereadores em SP, sendo responsável pelo maior número de habitantes que serão administrados por petistas no estado.

O cenário:
Em eleições municipais, o cidadão dá um voto pessoal, mais descolado da questão partidária, com base no currículo dos candidatos majoritários, suas histórias de vida e propostas. Neste cenário, o PT soube escolher bem seus candidatos a prefeito e vice, trabalhando a renovação de seus quadros, quando necessário, como as cidades de São Paulo (Fernando Haddad) e Campinas (Márcio Pochmann), por exemplo.
Ao se considerar a origem ideológica, os partidos PT e PSB são os que mais cresceram, e são de centro-esquerda. Podemos dizer (ainda que alguns não gostem), que os candidatos filiados a partidos de centro-direita (PSDB, DEM e PTB), tiveram resultados negativos nestas eleições.

Ideologias:
Por Norberto Bobbio: "Ainda considero como direita aquelas forças que se colocam a serviço do interesse das pessoas satisfeitas. Os outros, os que sentem e agem do ponto de vista dos pobres, do excluídos da terra, são e serão sempre a esquerda. Em nosso tempo, todos os que defendem os povos oprimidos, os movimentos de libertação e justiça, são a esquerda. Aqueles que, manifestando-se do alto do próprio interesse, dizem que não há motivo para distribuir o dinheiro que suaram para ganhar, são e serão a direita. De direita são os que julgam as desigualdades como inevitáveis. A esquerda está viva naqueles que consideram iguais todos os homens, nos que se atrasam um pouquinho para esperar os mais lentos, nos que estendem as mãos sadias para socorrer as mãos enfermas, nos que se importam de verdade com aqueles que sofrem para subir a ladeira"

Um comentário:

  1. O que sinto como eleitor e como batalhador nessa vitória do Pedro Bigarde em que, participei e colaborei de uma certa forma é de que todos os eleitores que depositaram seu voto devam acompanhar e colaborar passo a passo em tudo daqui em diante para podermos reelege-los novamente.É claro que não será facil mas possivel se todos estiverem ao menos fazendo sua parte.Vamos mudar Jundiai pois realmente ficamos muito tempo parado na mesmice e na maquiagem....

    ResponderExcluir