quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Plano Diretor pela internet é uma enquete dirigida


Quantos cidadãos sabem o que é Plano Diretor e o que é possível fazer nele?
Poderia ser um avanço a tal “participação” virtual proposta pela Prefeitura, mesmo que meio forçada, se não tivesse perguntas dirigidas (veja o link ao final). A maioria, faz você pensar só no seu bairro, ou só pelo meio ambiente, como se você não pudesse opinar sobre algo para a cidade toda: “pense e opine só nisso” é o que está implícito. Vejamos algumas das perguntas:

6-) Quanto a diversidade de usos, como você gostaria que seu bairro fosse? Gostaria que meu bairro...
Tem quatro opções, mas essa não tem: "tivesse padarias, mercados, farmácias, casas lotéricas, restaurante e escolas mas não edifícios e grandes galpões".

11-) Você acha que os edifícios no município devam ter quantos pavimentos?
Começa com a opção “mais de 20 pavimentos” até “não devem ser permitidos mais edifícios”. Mas não deixa opinar em que região da cidade você concorda, ou não, com a altura dos edifícios.

14-) Sua locomoção diária é feita por:
Tem seis opções, menos a pé. O que significa que os que se locomovem desta maneira não serão vistos no Plano Diretor.

A grande maioria não sabe direito o que é, e como pode ser útil, o Plano Diretor de sua cidade. Sendo assim, não conhece o seu conteúdo todo, e nunca foi estimulado pela prefeitura a conhecer... portanto, muitas destas perguntas soltas, são dirigidas! A partir deste olhar sistêmico, ainda vale a pena preencher algumas questões!
Enfim, esperar o que deste governo que, nos últimos 20 anos, nunca teve o hábito de ouvir a população de verdade. Agora querem parecer democráticos!

Um comentário:

  1. O Plano diretor precisa ser debato nos bairro pela população de formato diferente. O processo está sendo feito de forma errônea.

    ResponderExcluir